F R A S E

SÃO OS COMUNISTAS OS QUE PENSAM COMO OS CRISTÃOS” - Papa Francisco

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Quem beijou o "sapo barbudo"?

Ano de 2002. Segundo turno da eleição para Presidente. À minha frente, na fila de votação, um jovem eleitor de primeira viagem, completamente paramentado com referências explícitas ao seu candidato predileto. À sua frente, uma simpática senhorinha de olhar inquieto e perscrutador. Uma legítima avozinha de alguém.

“Oh, meu filho! Você vai votar nesse “sapo barbudo”?!... Não sabe nem se expressar direito... Vai é nos fazer vergonha no exterior. Um semi-analfabeto!” E por aí foi a desancar o candidato do garoto, ao tempo em que enaltecia a cultura acadêmica do que deixava o cargo.

Apesar dos receios da senhorinha, o “sapo barbudo” — apelido jocoso conferido por Leonel Brizola anos atrás — vencera. Com mais de 61% dos votos. Quatro anos depois, vence de novo, também com mais de 60% dos votos.

Passados os primeiros três meses de governo (04/2003), Lula é aprovado (ótimo/bom) por 43% dos brasileiros (Data Folha), reflexo das dificuldades na área econômica vivenciadas quando assumiu. Ao fim do 1º mandato, a aprovação já era de 52%. Em setembro de 2008, recorde histórico: 64% o aprovam.

Ano de 2009. A severa crise nascida nos EUA (2007) abate-se sobre a economia mundial. Lula afirma que para o Brasil não passará de uma marola, comparando-a metaforicamente ao “tsunami” que desvastara o litoral asiático e africano no final de 2004. Foi por esse prognóstico dura e ironicamente criticado. Final de 2009: o Brasil foi um dos últimos países a sofrer os efeitos da crise, e o primeiro a dela sair. O Governo Lula é aprovado por 72% da população. Entre aqueles com escolaridade superior e renda familiar mensal maior do que 10 salários mínimos é aprovado por 67% e 64%, respectivamente.

Força da notória evolução dos indicadores econômicos e sociais do país em seu governo — que, registre-se, vem deixando tonta a oposição —, bem assim por seu reconhecimento como líder político mundial de ponta, Lula é agraciado com mais de duas centenas e meia de prêmios nacionais e internacionais, dos quais destaco o Prêmio “Felix Houphouët-Boigny”, conferido pela UNESCO por suas ações pela paz e justiça social, erradicação da pobreza e proteção aos direitos humanos, e o prêmio de Estadista Global do Fórum Econômico Mundial, em Davos (Suíça), ambos em 2009.

Esses fatos (e são fatos) remetem-me à velha fábula do sapo que vira príncipe após ser beijado por uma bela princesa. Mas... quem seria a princesa do “sapo barbudo”? Ora, o povo brasileiro.
___________________
* Tb enviada à publicação no jornal Gazeta de Alagoas
* Foto:
http://1.bp.blogspot.com/_cqYgJtpStCI/SPp1hqNuTxI/AAAAAAAAAik/xNLwISyOy3U/s320/beijo+no+sapo1.jpg