F R A S E

SÃO OS COMUNISTAS OS QUE PENSAM COMO OS CRISTÃOS” - Papa Francisco

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Chapa OAB PARA TODOS, presidenta Rachel Cabús: reafirmação de compromisso e confiança

Não costumo participar de eleição de OAB, embora goste de política e dela participe praticamente a vida toda. Não ia também desta vez, tanto que, sondado a integrar essa chapa, lá bem no início da campanha, declinei, ao argumento de que não queria participar diretamente. Posteriormente, já no apagar das luzes, precisamente no inicialmente fixado último dia de inscrição das chapas, estimulado que fora por um colega e amigo, acabei por aceitar o convite da OAB PARA TODOS. Assinei a ficha sem sequer saber para qual cargo estava a concorrer. Entendia, como entendo, que essa seria a que melhor representaria nossa Ordem, sem demérito dos demais candidatos, todos dignos do meu respeito, inclusive tenho amigos em todas as chapas.

De lá pra cá pude conhecer um pouco melhor nossa candidata, tocante às suas ideias, postura, despreendimento e coragem. Assisti-a no Conversa de Botequim (até o Plínio Lins estava visivamente surpreso com a energia e contundência com que defendia a administração vigente e suas propostas, e a si própria) e convidei-a a visitar a empresa na qual e para a qual exerço minha advocacia. Os pedidos de apoio que formalizei foram atendidos pela imensa maioria dos advogados que a integram, o que muito me alegrou e honrou.

Também tenho observado — notadamente nas Redes Sociais — posturas extremamente agressivas e desrespeitosas a colegas de advocacia adversários, num grau que jamais antes testemunhei, tampouco imaginei, normalmente fundadas em suposta defesa da ética (sempre ela), amplificadas por um áudio de gravação editada e clandestina — 2 horas se transformaram em 6 minutos —, de conversa informal e íntima realizada por alguns dos principais componentes da Chapa OAB PARA TODOS ainda em agosto, levado propositadamente a público apenas uma semana antes da eleição, onde se cogitaria a facilitação de pagamento de anuidade a advogados inadimplentes. Até a nefasta manipulação eleitoral deveria guardar as aparências. E poucas vezes testemunhei uma mais escancarada e até pueril, não fosse a imagem pública da nossa OAB, esta a grande vítima.

Até mesmo a agressão indiscriminada e generalizada a integrantes da Chapa OAB PARA TODOS verifiquei ocorrer, estupefato. Intolerâncias que significariam, por exemplo: a compreensão correta dos fatos é a minha. Se você com ela não pactua, eu o desprezo, desrespeito, agrido. Como se a ética tivesse dono. De minha parte, confio na seriedade da Chapa e de seus candidatos, inclusive da Presidenta. Se a Chapa OAB PARA TODOS, Rachel Cabús à frente, não fizer uma boa administração, eleita for, será à míngua de tudo, menos de ética.

A postura de Rachel Cabús, entretanto, vem-se-me mostrando ainda mais admirável, notadamente pela altivez, coragem e autenticidade com que se defendeu do que lhe imputavam, e com que defende as propostas da Chapa. Para mim, passados os primeiros momentos, e analisados pelos colegas advogados o episódio da divulgação dessa gravação, sem paixão e desinteressadamente — diferentemente do que pretendeu seu abominável autor —, penso que tem servido mesmo é de combustível ao seu crescimento enquanto candidata, e até como pessoa, ousaria afirmar.

Por isto mesmo, embora tenha tido participação na campanha infinitamente menor do que tantos valorosos colegas advogados que integram a Chapa, não poderia omitir-me, em atenção aos amigos que, prestigiando-me, franquearam voto na Chapa OAB PARA TODOS, e em atenção também ao calvário sofrido mais amiúde por nossa candidata a Presidenta. Assim, quero aqui manifestar a minha solidariedade e o meu apoio. Por mais despretensioso que tenha sido meu ingresso nesta Chapa, não o fiz para abandoná-la, e à candidata que a encabeça, na primeira grande dificuldade, tampouco às vésperas da eleição. Se a sujeira lamentavelmente teimou ou teima em se instalar no período eleitoral, cabe-nos jogar água limpa, incansável e ininterruptamente. Isto porque minha avaliação dos fatos fazem-me permanecer confiante em que Rachel Cabús e a Chapa que lidera, que honrosamente integro, eleitos sejam, saberão honrar a OAB e atender as propostas que formalizaram, cuja consecução é ansiosamente aguardada pela classe dos advogados — eleitores filiais ou adversários de agora —, com disciplina, dedicação, coragem. E ética. Sem a menor dúvida.

Nenhum comentário: